De 13 Mar 2021

Tempos de Pandemia

Doenças comuns em 2020/2021

Como se prevenir e se recuperar de vírus, em geral em tempos de pandemia?

Os principais laboratórios de medicamentos do planeta estão pesquisando, estudando e fornecendo diferentes vacinas para a população mundial para a prevenção e cura do Covid-19. Todas as hierarquias do Governo brasileiro estão se esforçando, ao máximo, para disponibilizar vacinas para a população, no menor prazo possível.

As vacinas associadas a orientação individual para cada pessoa usar máscaras, lavar as mãos e evitar aglomerações é forma adequada, que não deve ser descumprida, conforme orienta a OMS e o Ministério da Saúde.

Estamos, neste momento, lembrando que além destas medidas, cada pessoa, família ou comunidade pode acrescentar como preventivo e recuperativo os métodos das terapias naturais e da Terapia homeopática: para os sintomas comuns, menos comuns e sintomas graves, que diferentes vírus tem gerado nos anos 2020/2021.  

Assim estamos divulgando que para as doenças comuns como gripe, tosse seca e cansaço há centenas de substâncias homeopáticas que previnem e recuperam as pessoas destes sintomas.

Para sintomas menos comuns, como: perda do paladar, perda do olfato, dores e desconfortos, dor de garganta, diarreia, conjuntivite, dor de cabeça, erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés há dezenas de homeopatias disponíveis nas farmácias homeopáticas.

Para os sintomas graves como dificuldade de respirar, falência da capacidade de movimento, de falar há também algumas homeopatias livres que favorecem a pessoa se recuperar nos momentos em se aproxima falência total da vida.

O Prof. Moreno, Terapeuta Homeopata disponibiliza pesquisa pelo SIHORE planilhas dos sintomas e substâncias homeopáticas que previnem e recuperam pessoas de vírus em geral, dominantes nos anos 2020/2021 e que tem atormentado as pessoas, as comunidades e aos governos no nosso país.

Todas as homeopatias citadas já são conhecidas pela população mundial já há mais de 200 anos, conforme publicações nos países europeus, Estados Unidos, México, Venezuela, Argentina, Uruguai, Brasil, Índia e muitos outros. As homeopatias citadas são livres, porém devem ser tomadas com precaução – evitando ingeri-las – por prazo indeterminado.

Para conhecer a pesquisa, clique aqui

Por José Alberto Moreno